DEGUSTAÇÃO QUATRO TANNATS MICRO

2017-05-15 21.59.26

Durante os dias 13 a 16 de maio, este redator esteve no Uruguai para conhecer as vinícolas integrantes do grupo de vinícolas “Micro-terroir-istas”. Conhecer este projeto Micro-Terroir-Istas é valorar o esforço de pequenos produtores e a busca da excelência em vinhos e qualidade de vida: “Nos unen las diferencias” . A seguir a descrição e avaliação dos vinhos elaborados exclusivamente com Tannat. A degustação, realizada em 15 de maio de 2017,  foi conduzida pelo sommelier Pablo Rodriguez Mezzetta e contou com a participação de Álvaro Cézar Galvãoe da Sommeliére Anton de Ambroggi, nas dependências do Hotel “My Suites” –  My Wine Bar, Calle Benito Blanco 674, Montevideo:

2017-05-15 21.58.40

Viña Edén Chardonnay 2015 – Álcool: 12,6% – Variedade: Chardonnay – Região: Maldonado/Pueblo Edén – Preço: R$ 100 – palha na transição para dourado, este branco sem fermentação maloláctica é um exemplo do uso judicioso da madeira (10 meses sur lie): limpo, mineral, delicado, remete aos cânones da variedade branca mais importante que se tem conhecimento. Tem balanço, elegância e frescor. Notas florais, cítricas, coco, baunilha, abacaxi maduro num fim-de-boca empolgante e prometedor. Nítido acento mineral num estilo que recorda um bom Chablis. Ainda jovem, sem evolução, sem amargor, dá sinais de ser um branco longevo. Avaliação: 90/100 pts.

2017-05-15 22.07.03

Casa Grande Arte y Viña Tannat 2015 – Álcool: 13% – Região: Canelones – vermelho-rubi com reflexo violáceo intenso. Aromas herbáceos típicos da variedade sobre um fundo terroso. Na boca é vinho de médio corpo, cujos taninos estão presentes conferindo-lhe alguma adstringência, acidez e álcool em harmonia. Notas de fruta cozida e um discreto amargor no fim-de-boca completam o conjunto deste Tannat de boa tipicidade, sem passagem por madeira. O mais fácil de beber do painel. Avaliação: 88/100 pts.

2017-05-15 22.36.29

Ombú Tannat 2015 – Álcool: 13,6% – Região: Piedra del Toro/Atlántida/Canelones – violáceo intenso, profundo, essa intensidade de cor intensa é típica da variedade. Aberto e intenso nos aromas com framboesa sobre um leve fundo herbáceo. Na boca é tânico, mas a boa acidez e o álcool integrando dão suporte e equilíbrio ao conjunto. Fácil de beber, um típico Tannat, bem feito, alegre e vivaz. O vinho de melhores aromas do painel. Avaliação: 89/100 pts.

Continue lendo em Blog do Jeriel

Comnetários

comments

Deixe uma resposta