MODELOS DE PLANNER

Ei gente! Tudo bem?

Hoje é segunda-feira uhulll. E o que temos as segundas? Isso mesmo! Dicas sobre organização, e planners. Desde já, gostaria de dizer que não sou especialista no assunto – apenas quero compartilhar o que deu certo pra mim. Bom, assim como tudo na vida tem vários modelos e gostos, com planner não seria diferente. Como já disse, vale a pena também ir atrás de vídeos, livros, e até mesmo blogs sobre o assunto. Conversar com pessoas que já fazem o uso de planners também é uma excelente ideia – pra você ter pelo menos um norte com relação qual modelo adquirir e etc.

Quando comecei, entrei no grupo Agendas e Papelaria no facebook – porém, o grupo foi arquivado </3. Mas sei que o mesmo me deu a base que tenho hoje em dia. Além disso, no Espírito Santo temos um grupo de papelaria, onde conversamos sobre as nossas decorações e compartilhamos informações e aprendizado também. Infelizmente aqui no Brasil, ter planner é uma coisa cara. As empresas começaram a acordar pra esse tipo de organização ”agora”, e os preços são exorbitantes – pelo menos quando comecei.

O meu primeiro planner foi um da PaperviewNa época paguei um valor exorbitante por medo de ser taxada se comprasse um fora do país, e também porque havia gostado do planner. Sei que é uma empresa de papelaria fina, porém, em minha opinião, não compensa pelo valor. Me vi presa em diversas ocasiões pela falta de espaço, e até mesmo a praticidade do planner – existem pessoas que são apaixonadas por esse planner, porém o mesmo não me atendeu.

Meu segundo planner foi um personal da marca Webster’s pages. Quando adquiri o mesmo, foi com a intenção de usá-lo como caderno de anotações pra levar em minha bolsa. Sempre que precisava confirmar ou anotar algo, anotava no celular, entretanto, esquecia de passar para o paperview. Então optei pela compra do Color Crush personal. No início, me vi muito perdida – pois não comprei apenas o binder, e sim o planner completo: divisórias, inserts e etc. Uma zona em minha vida! Tentava conciliar o A5 e o personal porém não conseguia.

Conversando com minha prima – que também é apaixonada por planner e organização – ela me mostrou como usava o personal dela – e foi ai que minha vida começou a ser mais organizada. Ao invés de anotar meus compromissos no A5 e personal, simplesmente comecei a usar o personal como listas. Isso mesmo: listas! Anotando faxina do quarto, o que deveria fazer ou não no dia seguinte, meu controle de leituras, filmes e seriados. Só que depois, acrescentei algumas coisinhas, e hoje em dia, meu personal é usado para: lista de contatos, estudos bíblicos, blog, projetos, controle de leituras e finanças. E posso garantir com toda a certeza desse mundo, que agora me tornei uma pessoa feliz e organizada. 

Continue lendo em About Love 

Comnetários

comments

Deixe uma resposta