Cinema: Antes que eu vá [Before I Fall]

Olá leitores!
Tudo bem? 😃
Fui ao cinema esse sábado para assistir essa adaptação do livro Antes de que vá de Lauren Oliver e eu estava com bastante expectativas. E sim, elas foram atendidas! Para quem não conhece a história do livro publicado pela editora Intrínseca em 2011 e publicado em 2017 com a capa do filme, aqui vai a sinopse.

Samantha Kingston tem tudo: o namorado mais cobiçado do universo, três amigas fantásticas e todos os privilégios no colégio que frequenta: desde a melhor mesa do refeitório à vaga mais bem-posicionada do estacionamento. Aquela sexta-feira, 12 de fevereiro, que seria apenas mais um dia de sua vida mágica e perfeita, acaba sendo seu último — mas ela ganha uma segunda chance. Sete “segundas chances”, na verdade. Ao reviver aquele dia vezes seguidas, Samantha vai tentar desvendar o mistério que envolve a própria morte – e, finalmente, descobrir o verdadeiro valor de tudo o que está prestes a perder.

Li esse livro a bastante tempo e tinha gostado muito na época. Reli devido ao lançamento do filme e, para ser sincera, a leitura do livro dessa vez foi bem mais lenta do que o esperado, mas que não diminuiu em nada o fator de eu ter gostado da primeira vez.
Bom, vamos ao filme.
Samantha Kingston, interpretada pela atriz Zoey Deutch, é uma típica adolescente americana que todos imaginam ter uma vida perfeita. Tem as amigas mais descoladas da escola, namora o garoto mais popular e não liga para as consequências de seus atos. Porém, tudo muda quando elas sofrem um acidente de carro voltando de uma festa na sexta-feira dia 12 de fevereiro, dia do cupido.

“Talvez pra você exista um amanhã. Talvez existam mil ou dez. Mas para alguns de nós, só existe hoje.”

 

Após esse acidente Sam acorda no outro dia sem entender muito bem o que se passou, achando que era um sonho e passa o dia com aquela sensação estranha de estar tendo um déjà-vu constante.  E é a partir daí que a trama toda se desenrola. O que achei mais interessante é que o filme não ficou monótono com o retorno do mesmo dia e a personagem não demorou muito a perceber o que estava acontecendo, e isso não nos deixa entediados. Para mim, essas passagens no livro foram muito demoradas na segunda leitura.

Comnetários

comments

Deixe uma resposta