A MENINA SUBMERSA: MEMÓRIAS – CAITLIN R. KIERNAN

TÍTULO ORIGINAL: The Drowning Girl
AUTOR: Caitlin R. Kiernan
GÊNERO: Ficção
EDITORA: Darkside
ANO DE LANÇAMENTO: 2014
NÚMERO DE PÁGINAS: 320
SINOPSE: Com uma narrativa intrigante, não linear e uma prosa magnífica, Caitlin vai moldando a sua obsessiva personagem. Imp é uma narradora não confiável e que testa o leitor durante toda a viagem, interrompe a si mesma, insere contos que escreveu, pedaços de poesia, descrições de quadros e referências a artistas reais e imaginários durante a narrativa. Ao fazer isso, a autora consegue criar algo inteiramente novo dentro do mundo do horror, da fantasia e do thriller psicológico.

Olá pessoal! Que livro difícil! Um dos mais difíceis que li até hoje. Como é complicado você entrar na cabeça de uma esquizofrênica, porque, cá entre nós, Imp não diz coisa com coisa…
India Morgan Phelps, mais conhecida como Imp, é esquizofrênica, filha e neta de esquizofrênicas que se suicidaram, e se denominava herdeira da “maldição da família Phelps”. Decidiu escrever sua história de fantasmas, como assim chamava, que giraria em torno de uma obra que conheceu no museu da Escola de Design Rhode Island, quando tinha 11 anos. O livro inicia assim:
“Vou escrever uma história de fantasmas agora”, ela datilografou. 
Uma história de fantasmas com uma sereia e um lobo”, datilografou mais uma vez.
Eu também datilografei.” (página 13)
Por aí você já sente a insanidade da história, que nada mais é do que Imp tentando entender o que aconteceu com ela, sua namorada e Eva Canning. E ela faz isso por meio de uma narrativa não linear, bem complicada para o meu entendimento. Tive que reler alguns trechos duas vezes para entender (?). Imp viaja pelas impressões de várias obras de arte, sendo as principais (e pelas quais ela tem obsessão) A Menina Submersa eFecunda Ratis, das quais ela nos mostra uma visão muito profunda.

Comnetários

comments

Deixe uma resposta