DIA MUNDIAL DO LIVRO + ENTREVISTA

Eai pessoal, como estão?

Para quem não sabe, dia 23 de Abril foi o dia Mundial do Livro, aproveitando o gancho do Dia Nacional e o Dia Internacional do Livro Infantil, fiz esse post mega especial para vocês!

Vamos primeiro deixar um contexto histórico…

No Dia Mundial do Livro também é celebrado o dia dos Direitos de Autor.

A Unesco escolheu a data do Dia Mundial do Livro em 1995, em Paris, durante o XXVIII Congresso Geral.

O dia 23 de abril foi escolhido por ser a data da morte de três grandes escritores da história: William Shakespeare, Miguel de Cervantes, e Inca Garcilaso de la Vega.

23 de abril é também a data de nascimento ou morte de outros autores famosos, como Maurice Druon, Haldor K.Laxness, Vladimir Nabokov, Josep Pla e Manuel Mejía Vallejo.

-Via Calendarr

E agora a Mega Entrevista

A entrevista de hoje é com um autor que tem ganhado muito destaque com um livro sensacional que pode ser usado dentro das escolas para ensinar as crianças sobre bullying, preconceito e diversos assuntos sérios que muitas vezes não falamos para as crianças. Eai? Já sabe quem é?

Na entrevista de hoje eu trouxe para vocês um pouquinho mais do nosso Autor Parceiro Lucinei Campos!

FL: Quais foram as suas  inspirações para escrever a história da Lavínia?

Lucinei: Desde cedo, sempre fui encantado pelo ato de criar. A possibilidade de inventar mundos, personagens envoltos de magia e características próprias me atraía. A história da Lavínia veio da vontade de falar um pouco da minha vida, quando criança até a adolescência, onde sempre desejei ter uma maneira mágica de fugir dos problemas normais, enfrentados nessa faixa etária. Eu gosto de dizer que cada personagem é um fragmento meu, um pedacinho de mim com suas próprias emoções. Eu gosto de lidar com humor, em relação às certas dificuldades que tive, pois algumas fazem parte do meu crescimento e da forma como eu enxergo o mundo.
Também queria muito narrar um conto de fadas diferente para os meus futuros filhos; um que tivesse elementos diversos e ao mesmo tempo próximos a eles. Nessa ideia, trazer à tona o nosso folclore e as diferenças regionais do grande país que temos para dentro da história. Todos esses desejos deram vida à Lavínia e todo o seu universo real e fantasioso.

FL: Você costuma ir às escolas falar da Lavínia, com é a experiência com as crianças nas escolas?

Continue lendo em Fonte Literária 

Comnetários

comments

Deixe uma resposta