LIDO: Jogador N° 1 – Ernest Cline

Já imaginaram o que aconteceria se o mundo em que vivemos fosse para segundo plano, dando lugar á uma realidade virtual praticamente perfeita? Pois, no post de hoje da coluna #LIDO, destaquei os pontos positivos e negativos de Jogador Numero 1, do Esnest Cline. Confiram e comentem 😉

 

Nome: Jogador N° 1 (Reade Player One)

Autor: Ernest Cline
Editora: Leya
Ano: 2012
Páginas: 464

Classificação: ★★★★ (4,2 Estrelas)

Sinopse: Cinco estranhos e uma coisa em comum: a caça ao tesouro. Achar as pistas nesta guerra definirá o destino da humanidade. Em um futuro não distante, as pessoas abriram mão da vida real para viver em uma plataforma chamada Oasis. Neste mundo, pistas são deixadas pelo criador do programa e quem achá-las herdará toda a sua fortuna. Como a maior parte da humanidade, o jovem Wade Watts quer escapar de sua miséria em Oasis. Mas ter achado a primeira pista para o tesouro deixou sua vida complicada. De repente, parece que o mundo inteiro acompanha seus passos, e outros competidores se juntam à caçada. Porém, para Wade, o que resta é vencer – pois esta é a única chance de sobrevivência.

▲ Positivo // ▼ Negativo // ■  Neutro

▲ Personagens: Ernest, com toda a certeza, soube criar e conduzir perfeitamente seus personagens. Wade, ou Parzival, conseguiu quebrar o paradigma de que todo protagonista adolescente é chato. Suas ações são explicáveis do começo ao fim, e não cheguei a odia-lo em nenhuma parte. Os outros personagens também tiveram seus destaques, destaque para Aech que trouxe temas importantes para o livro. Art3mis também foi bastante cativante, Shono e Yoko não deixam por menos. Nota 5,0

Comnetários

comments

Deixe uma resposta