[Resenha] Para Sempre Ninão: a história das aventuras ninônicas

capa ninaoClassificação: ★★★☆☆ 
Título:
 Para Sempre Ninão
Título original: Para Sempre Ninão: a história das aventuras ninônicas.
Páginas: 224
Ano Edição: 2017
Editor(a): Coletivo Editorial (Relighare)
Autor(a): Rodrigo Coelho
Participações: Camila Loricchio (Editora e revisora), Mateus Dias (Projeto gráfico), Jeferson Luiz de Souza da Rocha (Diagramação, projeto gráfico, ilustrador) e Nitai Chandra (Ilustrador).
Edição: 
ISBN: 978-85-69942-22-1
Gênero: Animais de estimação/Aventura/Biografia
Resenha por: Giovanna Cuzziol Longo
imagem retirada do site https://www.coletivoeditorial.com.br

Sinopse: Agora em forma de livro, é hora de conhecer as histórias das aventuras ninônicas! Ninão e Pai do Ninão tinham uma relação de magnetismo puro na frente e atrás das câmeras, se tornando uma das duplas de maior sucesso na internet, com seus vídeos irreverentes e diferentes de tudo antes visto, cheios de fantasias e enredos mirabolantes ninônicos. Com relatos desses dois na vida real, vivências, detalhes e fotografias inéditas dessa conexão única e cativante, conheça toda a Família Ninônica, a rotina por trás das câmeras e detalhes de como foi essa amizade verdadeira que encantou tantos. Tudo isso contado pelo próprio protagonista, que finalmente ganha uma voz como sempre sonhou: Ninão.

ninao2

Publicado pela Relighare, a editora do Coletivo Editorial especializada em biografias inspiradoras, o livro Para Sempre Ninão nasceu como luz no fim do túnel, mostrando o seu principal propósito desde o início da criação: A possibilidade de se tirar algo bom, de algo ruim. Foi com a morte do cãozinho mais amado do YouTube que Rodrigo Coelho – famigerado pai do Ninão – decidiu dar voz a um sonho de criança: escrever um livro. Através de uma diagramação que reflete os vídeos, da escrita leve e de um enredo cativante, a produção acaba se tornando, além de uma boa surpresa, também um alívio à nova categoria da literatura brasileira: os livros de YouTubers.

O livro se inicia com um prefácio que conecta o leitor com a trama e alcança, mesmo que resumidamente, o objetivo de todo escritor: Transforma a vida real em uma aventura e o leitor em um explorador ansioso para desbravar as possibilidades. A premissa da narrativa que expõe a história entre o humano e seu melhor amigo é atrativa, simplesmente porque cada um de nós consegue se relacionar facilmente com ela. As fotos, estrategicamente posicionadas ao fim de cada capítulo, relacionam-se perfeitamente com o que foi contado e, de quebra, trazem familiaridade para quem está lendo.

Maluquice? Não na casa da Família Ninônica. (pág. 119)

Também com a proposta de trazer realidade à criação, alguns nomes de vídeos aparecem durante o enredo. É, ao mesmo tempo, engraçado e emocionante poder pausar a leitura e se divertir assistindo aos vídeos. Os capítulos são marcos importantes para a vida do Ninão, os quais são divididos em contos curtos e objetivos, exatamente como deve funcionar a mente de um cão, e a simplicidade com que eles são escritos torna-os muito mais do que apenas relatórios. Acabam sendo exemplos de conscientização e fontes de muita inspiração.

Particularmente, Para Sempre Ninão realizou um sonho meu, o qual envolve a capacidade de entender a alma de um animal… Quão grande foi minha surpresa ao perceber que a obra se igualou ao que eu já imaginava! Através da voz de um narrador cão, mas com características humanas, percebemos que, realmente, o cachorro é espelho do dono e, então, faz sentido que Ninão seja tão especial, afinal, Rodrigo é um dono com coração de ouro, ávido para alcançar todas as formas de felicidade. Sem muita enrolação e com pouca descrição, recebemos milhares de reflexões e mensagens cheias de sabedoria, a maioria oculta em risadas.

Continue lendo em Prateleira de Vidro 

Comnetários

comments

Deixe uma resposta