Chocolate, O Alimento dos Deuses

Ele já foi um vilão, virou alvo dos nutricionistas, tornou-se elemento crucial para a engorda das donzelas.
Misturado a outras iguarias tornou-se ainda mais calórico. Mas, graças a pesquisas ele é também é considerado um alimento auxiliador do bom humor.
O chocolate ganhou muitas roupagens ao longo dos anos tornando-se o principal produto de venda em épocas como a páscoa e dia dos namorados.
Estamos próximos de uma dessas datas, a páscoa, e os comerciantes esperam obter lucro nas vendas, mas não só eles aguardam a data, as crianças são as mais ansiosas, pois embora tenhamos dito isso ou aquilo sobre os mitos e estórias, a imaginação infantil continua inócua à desmistificação. De uma forma ou outra elas aguardam que os ovos estejam em algum canto e que eles tenham sido postos por coelhos, claro que é uma incoerência, mas é um mau alimentar fantasia?
O Chocolate tem magia, ele tem encanto, pode produzir satisfação, e depois que você consumir mais do que deveria, entre em culpa se quiser, por que assim que tiver outra oportunidade, comerá sem ela e lambuzar-se-á novamente.
Ele já foi considerado tão valioso quanto o ouro pelos Astecas, talvez porque não se posso comer o metal e obter a mesma satisfação.

Continue lendo em Faroeste Literário 

Comnetários

comments

Deixe uma resposta