Existe amor em SP

É quarta, misto de frio com mormaço, metrô é foda, sempre transborda uma ambiguidade de sensações, é estresse misturado com cansaço, é fome misturado com enjoo e alegria misturada com saudade, não sei onde há maior confusão, na Sé ou no meu coração.

Eu desço na última estação, ando um pouco pra chegar no terminal, os prédios brilham demais, dezenas de empregados em hora extra lá em cima, você fazendo hora extra aqui dentro e eu temendo não ter como te pagar.

Eu dou sinal pro motorista, ele para com um freio já gasto, o chiado da pastilha estala, o agudo faz eco na cabeça, a porta abre rangendo, as pessoas se abarrotam aos montes, eu mal consigo passar a catraca, e ainda sim, me desmancho quando encontro no bolso uma foto sua de agora sorrindo dentre as cobertas e dizendo que também está com saudade.

Continue lendo em Leonina de Saturno 

Comnetários

comments

Deixe uma resposta