O que deveríamos ter aprendido há 2.500 anos

O cruel sentimento de insignificância e desconhecimento em nossa frente todos os dias, mesmo sem sabermos. A cada opinião, a cada discussão, a cada certeza uma derrota. Derrota por não entendermos algo que foi dito há quase 2500 anos atrás e que ainda não compreendemos o sentido nem como agir da maneira em que o ser humano em questão nos trouxe o método perfeito do pensamento.

Sócrates nos ensinou a questionar e a buscar. Nos ensinou a sair de nossas opiniões e parir nosso próprio conhecimento. Nos avisou que é impossível ter todo o conhecimento do universo, mas ainda não conseguimos realizar metade do que foi proposto pelo maior revolucionário da história da filosofia, do amor ao conhecimento.

Questionar? Poucos fazem. Sair da matriz da opinião? Menos ainda. Busca pela verdade e novo conhecimento é quase uma utopia. Mas como chegar ao pleno conhecimento se achamos excelente uma forma de governo que muitas vezes destrói todo esse objetivo?

Sócrates não concordava com a democracia (modelo de governo em Atenas no tempo em que viveu) pois ela teria a influência de maus cidadãos. Para você, o que significa ser um bom cidadão? Nem disso sabemos. Então, vamos voltar 2500 anos e ver o que Sócrates disse:

Um bom cidadão é aquele que tem compromisso com a verdade e com a cidade, não quem participa de discussões e vence. Qualquer um de nós, com uma boa educação, consegue vencer discussões. Pense em todos aqueles minutos perdidos com debates políticos na tv que eu e você ficamos assistindo. Pense nas infundadas discussões criadas nas redes sociais ou mesmo entre nós e nossos amigos. Será que aquilo foi uma evolução?

Continue lendo em Faroeste Literário

Comnetários

comments

Deixe uma resposta