Problemas

Esses dias estava conversando com uma amiga sobre os problemas da vida, em geral sabe? Surgiram alguns tópicos importantes na minha cabeça, do tipo, problemas todo mundo tem, basta saber qual a importância que você dá a cada um deles e o que você faz para resolve-los. Isso conta e muito!
Desde muito cedo, temos que lidar com alguns probleminhas que são totalmente normais no dia a dia, mas de acordo com o passar do tempo, vamos crescendo e os problemas se multiplicam e nada parece resolver, você se sente incapaz e acaba iniciando uma crise de ansiedade, que pode provocar depois uma depressão.

Primeiro, é normal ter problemas, tá tudo bem! E segundo, você é capaz de resolver qualquer problema na sua vida!

Olhe para qualquer direção que você quiser, independentemente de onde seu olhar parou, sempre haverá uma saída. Sempre haverá alguém disposto a te ajudar, seja em palavras motivadoras, seja em atitudes que te ajudem a resolver algum dos problemas e opiniões relevantes, que vão te fazer levantar e correr atrás da solução.
Sei que falar é tecnicamente fácil, mas na prática é difícil. Eu sei, você sabe, todo mundo sabe. Mas não podemos deixar as dificuldades tomarem conta de nós!

Eis que eu separei uma lista de passo a passo, para você saber que tá tudo bem ter problemas e como conseguir passa por cima deles e resolve-los.

1 – Novamente, é normal ter problemas. Imagina que chatice seria uma vida só de coisas boas? Todos os dias as mesmas coisas, ninguém passar por um perrengue e não querer arrancar a cabeça para se livrar dos problemas? (Parece meio louco, eu sei, mas veja por outro lado, uma pessoa que passa por inúmeras dificuldades, vai sempre existir um dia no qual ela vai perceber e dizer “nossa, hoje eu to de boas e sem nada para me preocupar”, sabe a sensação de tranquilidade e leveza? É maravilhoso!

2 – É nessas horas que você descobre quem é seu amigo de verdade, quem realmente se importa com você. Aquela pessoa que vai estar do seu lado te apoiando.

3 – Liberte-se dos seus pensamentos. Procure a forma que mais se identificar, seja escrevendo ou conversando com alguém sobre eles. Não guarde para si o que lhe atormenta.

Continue lendo em Pq não Joy?

Comnetários

comments

Deixe uma resposta