Se for meu eu não quero

O título pode parecer meio estranho pra você, eu entendo, mas fique aqui que eu te explico melhor…

Esse mês tem me feito refletir mais do que qualquer outra coisa.

Não sei o motivo exato, mas sei que tem influência do Espírito Santo pelo simples falo de eu estar imprimindo uma nova versão de mim e, consequentemente, aprendendo com tudo isso que está acontecendo (João 14.26).

Maturidade

Maturidade está sendo crucial pra eu entender que essa fase da minha vida não determina a minha vida. Entende? É tipo: não é porque estou em um momento ruim que a minha vida toda é ruim. É só uma fase, e como toda boa fase, ela vai passar. Parece até que eu sou paciente, né? Mas isso também está sendo tratado nesse mês, em especial. Não me considero a mais sabida, quem der se fosse, mas tenho aprendido que nós nunca estamos maduros o suficiente pra essa aventura que se chama vida. Há sempre algo novo pra aprender, há sempre experiências novas, há sempre algo que vai nos moldar para sermos pessoas melhores. Porém, o último item é fruto da maturidade. Sem ela nós perdemos o foco, entramos num conflito eterno de existência.

Seguimos…

 

Continue lendo em Larissa Pereira Blog

Comnetários

comments

Deixe uma resposta