Entendendo Bonito – MS: como programar a sua viagem.

Bonito é bonito, não há dúvida alguma disso.  Águas transparentes repletas de peixes, cachoeiras, trilhas e cavernas. Vale ser visitado. Bonito traz uma proposta de um ecoturismo totalmente bem estruturado.
A maioria dos passeios são feitos em Reservas Particulares de Proteção Ambiental. Em geral são áreas que pertencem a grandes fazendeiros da região. E você paga para entrar.  Os espaços de receptivos são extremamente estruturados, oferecem almoço. As trilhas são cuidadas e por ocasiões feitas em estruturas  suspensas, você nunca fica desacompanhado de um monitor.  Os locais possuem número de visitantes por dia e por atividade. Você não pode chegar em uma atração para ver se tem vaga, até porque são um pouco distantes umas das outras. É necessário se dirigir para uma agência e fazer a reserva. Por meio de um sistema integrado a agência faz a reserva para a atividade garantindo a vaga.

Existem alguns tipos de passeios clássicos em bonito: flutuações, cachoeiras, balneários e cavernas. Em preço todas as flutuações são praticamente iguais, o mesmo serve para os de cachoeiras, balneários e cavernas. É tudo meio que tabelado. Você só precisa ver as especifidades de cada um e escolher o que julgar melhor.  Também há opções de arvorismo, boiá cross, rapel, mergulo e observação de pássaros.

Continue lendo em Nas Andanças 

Comnetários

comments

Deixe uma resposta