Québec, a cidade mais francesa do Canadá

Patrimônio Mundial da UNESCO

Olááá! Tudo bem? Hoje estamos em uma cidade do Canadá, na qual o seu centro histórico (Vieux-Québec) é considerado Patrimônio Mundial da UNESCO. Estamos falando de Québec. Vamos lá?

Québec é a capital da província do Québec e a cidade mais antiga do país. Foi fundada em 3 de julho de 1608, pelo francês Samuel de Champlain. Para diferenciar a província da cidade, em Francês, a primeira é chamada de “Le Québec” (o Quebec), enquanto a cidade é simplesmente “Québec”, sem o artigo le (“o”).  Para ser perfeita nessa diferenciação, a cidade, muitas vezes, é chamada de “cidade do Quebec” (Ville de Québec em Francês ou Québec City em inglês). O nome oficial da cidade é com o acento no primeiro “e”. No entanto, assim como no caso de Montréal, é comum o acento ser ignorado nas publicações em Inglês.

UNESCO Québec
Em frente ao monumento da UNESCO.

Ela está localizada às margens do Rio São Lourenço. Na verdade, o nome da cidade tem a ver com o rio. Québec significa passagem estreita. Isso porque a largura do rio São Lourenço na região da cidade de Quebec é de apenas 800 metros. Geograficamente, seu território está dividido em Basse-Ville (cidade baixa) e Haute-Ville (cidade alta). É como Salvador, na Bahia… Existem escadas, elevadores e um funicular para ligar as duas partes.

Chegamos à cidade de trem, pois estávamos em Montréal, a maior cidade da província de Québec (já contei sobre ela em um post anterior). A estação de trem (Gare du Palais) é bem localizada e estava a dois quilômetros do nosso hotel. No entanto, não fomos a pé por causa das malas (mas para a Meia Maratona eu fui andando, pois era dali que saíam os ônibus para a largada).
Gare du Palais
Gare du Palais…
Gare du Palais
Propaganda da corrida em um carro estacionado na Gare du Palais.

Em frente a Gare du Palais, há a Place de la Gare com uma fonte que celebra o poder da água…

Continue lendo em Viajar Correndo 

Comnetários

comments

Deixe uma resposta